domingo, 21 de setembro de 2008

Encontro do Porto - a minha perspectiva

Já deixa saudades e só passou um dia! Foi o Encontro Nacional de Boardgamers no Porto. Muito bem organizado, como é apanágio da malta do norte, que "sabe fazer" bem e acolher melhor. É assim, numa frase, que quero descrever o encontro de ontem.

De Aveiro fui eu e o Jorge, com muita pena de não levarmos mais malta cá do burgo, mas paciência, contingências da vida obrigaram ao número reduzido!



Quando chegámos reparei que ainda não éramos muitos, porém saltaram-me logo à vista as presenças de alguns "velhos" conhecidos - Pombeiro, Vasco, Ricardo Madeira, a Carla e o Zé Mário, o Sgrovi, o Phillip entre outros.


Curioso também que fiquei a conhecer alguns rostos de nicks muito participativos na nossa comunidade, e que ainda não associava muito bem (pois só travei conhecimento com o povo jogador de Portugal no LeiriaCon'08) como o Mallgur, o JohnnyBeGood, Dugy, Femmefatal, Rick Danger, Goldenclaw, xpto...


Para nós as festas começaram por volta das 11 da manhã e, como já tinha ficado prometido, com a iniciação no Agricola. Foi com esta vontade que nos dirigimos à Carla, e lhe pedimos que nos ajudasse. Assim foi, ela procurou a ajuda do Eduardo (Dugy) que teve a gentileza de nos explicar o jogo de forma pormenorizada.

Lá começámos a jogar e a primeira sensação que tive é que estava ali um jogo muito bom, cheio de tema onde só faltava sentir os odores da quinta (ainda bem que o Rosenberg não pensou nisso!). Muito confuso nas escolhas que deveria fazer, fui apostando em Minor Improvements e não liguei muito à construção de pastagens (grande calinada!). O jogo dos outros nem o consigo descrever muito bem, tamanha era a minha concentração em descortinar qual o melhor caminho para não levar com os pontos negativos que estavam na tabela de pontuações! Sei apenas que o Jorge se saiu muito bem logo no primeiro jogo, usando a capacidade de produzir animais, sobretudo ovelhas, e de as cozinhar para alimentar a sua família (no meu caso optei pelo cultivo de grão), utilizou todas as cercas que tinha à sua disposição (15) e no final acabou com 4 pessoas no seu agregado familiar (2 a viverem ao relento!).


Os meus amigos do Porto, o Eduardo e a Carla, tiveram abordagens diferentes. O Eduardo, naturalmente, demarcou-se de todos nós pela escolha acertada de cartas que lhe traziam mais valias na recolha de madeira. Construiu uma quinta multifacetada e bastante preenchida, tendo um pouquinho de tudo - ganhou com 30 pontos! Por sua vez, a Carla começou um pouco periclitante, verbalizando alguns sinais de consumição pelo rumo que o seu jogo estava a levar. Recordo-me das suas vezes que teve de abortar uma das suas acções por falta de um forno! Acabou em terceiro lugar com 17 pontos atrás do Jorge que ficou com 18 pontos. Eu fiquei em último com 12 pontos, mas convencido que para a próxima já outras vacas mugirão!

Avaliação final do Agricola - que jogaço! Só não sei quem nos irá repetir as regras, pois há lá uma carrada de pormenores que importa saber! Acho que o Eduardo tem de vir a Aveiro explicar... ;)

Embora não tenha explicado, a meio do Agricola, fomos almoçar, transportando o final da nossa partida para o principio da tarde... é aí que o caríssimo leitor está neste momento, cronologicamente falando!

Com muitas ofertas lúdicas (estavam para lá jogos que nunca mais acabavam!) tivemos de nos decidir pelo seguinte... Eu estava muito inclinado para uma partida de Ano do Dragão, depois do Zé Mário me ter instigado a jogá-lo, no entanto ele estava ocupado numa partida de San Marco e o Jorge já tinha decidido que não jogaria por achar que o jogo só traz "mais do mesmo". Bom com esta conjectura tão adversa tivemos de optar por algo mais consensual - Pandemic!


Uma vez mais foi o Eduardo o explicador de serviço. Depois desse momento explicativo demos inicio à nossa campanha para salvar o mundo. Os especialistas, para além de mim, eram o Jorge, (Dragonfire), o Zé Mário (Asur) e o Chico (xpto). O meu papel nesta missão era de Researcher, cabendo-me a função especial de trocar cartas com os meus colegas de missão de forma mais ágil e sem tantas barreiras, acabando também por servir de "mula" (segundo a expressão do Zé) para entregar cartas entre os restantes elementos do grupo de missão!

No final conseguimos a proeza de encontrar cura para as doenças do mundo, no entanto jogámos o nível mais fácil do jogo e rasteirámos uma regra... mas isso agora não interessa para nada, não acham! hehe



Para acabar queria deixar aqui o agradecimento da malta de Aveiro, em concreto do grupo do JE, pelo excelente trabalho que todos tiveram para que o encontro do Porto tenha sido um sucesso, na minha opinião. O único senão foi a ausência de alguns jogadores, que já estamos habituados a ver nestas andanças e que não foram vistos, com alguma pena minha. Para a próxima pode ser que nos encontremos.

11 comentários:

Johnnybegood disse...

Antes de mais Obrigado pela Vossa presença em nome do Grupo Boardgamers Porto.

Esperamos que se tenham divertido e que nos possamos encontrar mais vezes.

Carlos Abrunhosa disse...

Não tenhas dúvidas! Em breve meu caro, em breve!

Jorge Teixeira disse...

Foi um dia muito bem passado, parabéns à malta do Porto por nos ter proporcionado a logística e para mais um excelente encontro.

Quanto a jogos, saí de lá muito bem impressionado com o Agrícola e Pandemic. Tive pena de não ter tido tempo para mais, mas outras oportunidades virão..

Abraços

ZeM disse...

Muito gosto em vos ter voltado a ver. Espero que apareçam em breve cá por cima. Tentarei fazer o mesmo. E ainda bem que curtiram ser agricultores. ;)

PS - O Pandemic jogamos em nível normal! =)

Carlos Abrunhosa disse...

Adorei o Agricola! Pena não seres daqui de Aveiro senão estavas convidado para o trazes amanhã ao nosso encontro semanal! ;)

Dugy disse...

Obrigado pela paciência. Espero não ter sido desagradavelmente chato na explicação.
Gostei de vos conhecer e não tenho dúvidas que as vossas sessões aí de Aveiro devem ser bem animadas.
Um dia destes dou aí um pulo. Se me quiserem aturar, é claro...
Abraços

Carlos Abrunhosa disse...

É que nem penses em voltar com a palavra atrás! :)

Agora só preciso do teu mail para combinar isso quanto antes... e se calhar com o teu agricola debaixo do braço! hehe

E por que não trazeres o Zé Mário e a Carla?...

Fico à espera que digas alguma coisa!

Dugy disse...

Ai vai o meu mail:
educruz@netcabo.pt

E claro que me faço acompanhar do Agricola.
E também da minha cara metade, a Cristy, a maratonista do Tichu, isto se não se importarem.

Abraços

Carlos Abrunhosa disse...

É claro que não! Aliás adoraríamos que viessem os dois! ;)

Quanto ao Agricola acho que para a semana já cá terei o meu... só que vai ser a versão espanhola... espero que não me venha a arrepender, mas pelo que vi no BGG é fácil de entender.

Anónimo disse...

Mais vale tarde do que nunca mas aqui vai um abraço do xpto.
Foi um a partida bem divertida de Pandemic.

Carlos Abrunhosa disse...

Boas XPTO!

Então tudo bom? Obrigado pela companhia e pela boa disposição. Espero encontrar-te mais vezes.

Abraço.
Carlos