quinta-feira, 5 de fevereiro de 2009

Sessão 4 de Fevereiro 2009

Ontem repetimos a dose e para variar houve mais uma jogatina cá em casa. Desta vez éramos só 3! Eu, o Jorge e o Gonçalo.

Para começar jogámos Hab & Gut e depois passámos ao Puerto Rico.

O Hab & Gut é um jogo de bolsa, onde somo investidores que controlam o sobe e desce do mercado de acções e tirando dividendos dessas flutuações. Com um twist engraçado de só poder vencer aqueles que sejam mais generosos nas suas doações mecenária! Com um toque de originalidade este jogo não demorou mais de 1 hora a jogar-se e, pessoalmente fiquei a gostar. O Jorge não gostou muito, mas pareceu-me desde o início pouco entusiasmado por "ter" de o jogar, enquanto o Gonçalo também não me pareceu muito convencido, porém dos dois pareceu-me ter sido aquele que ainda lhe dará mais uma hipótese sem achar isso um grande aborrecimento!

O sobe e desce da Bolsa...

Na verdade o facto de algumas regras não estarem ainda muito claras, pois tratou-se da nossa primeira partida, ajudou ao sentimento final de "é só isto..."; como disse anteriormente, não fiquei com essa sensação, pelo contrário, achei o jogo muito engraçado e adorei o mecanismo das doações mecenárias. Tenho dito e reafirmo que uma das coisas que menos gosto nos jogos é quando eles nos põem fora de jogo, razão por que não sou grande apreciador de Imperial, no entanto Hab & Gut não coloca ninguém fora de jogo, obriga-nos é a estar atentos às ofertas dos adversários e a impulsionar as matérias primas correctas para ganhar daí o maior proveito possível no final das rondas. Em breve farei uma análise mais detalhada a este jogo.

Depois fomos jogar um dos jogos que mais gosto Puerto Rico, é antigo mas continua a ser um a maravilha jogar isto! O Seyfard acertou em cheio ao criar este jogo.
As incidências mais significativas da nossa partida de ontem foi a construção, logo ao início, do terrível combo Harbor/Wharf pelo Jorge, a minha cultura bastante diversificada e a poderosa cultura de café do Gonçalo. Confesso que quando percebi que o Jorge ia fazer o combo das duas construções pensei que a vitória estava entregue, mas enganei-me, confirmando-se que a teoria que defende esta combinação como sendo imbatível não se aplica a todos os casos, pelo menos nosso caso não resultou!

Renhido... 39, 39 e 38!

Tivémos ainda oportunidade de conversar um pouco sobre futuras aquisições, e que vi, o Vital meteu mesmo o bichinho do Age of Steam nos rapazes, pois esse é já uma prioridade após seu lançamento!

6 comentários:

Asur disse...

Então e vão comprar o Steam ou o Age of Steam? =)

Abraços

Carlos Abrunhosa disse...

Boa pergunta! Mas pelo que vi eles estão bastante entusiasmado e talvez comprem os dois :D

Asur disse...

Ahah acho que sim...

Queria saber a vossa opinião sobre a polémica. ;)

Carlos Abrunhosa disse...

Bom, apanhas-me meio desprevenido porque nunca pensei muito na questão em termos de quem tem a razão!
Parece-me que a empresa, se realmente comprou os direitos do autor, tem razão em quer reeditar o jogo. Não me parece razoável que o Wallace lhe apeteça vender os direitos a outra empresa sem mais nem menos.
Mas como não sei qual o contrato que ambos assinaram acabarei sempre por emitir um juízo de valor sobre o assunto muito especulativo!
Cá para nós, que ninguém nos ouve, ainda bem porque assim em vez de um Age of Steam o povo ganha outro diferente! :D

Asur disse...

Ahah, pois. ;)

Mas se bem percebi podes jogar um deles com as regras do outro, não é?
No meu caso, provavelmente vou comprar o Steam... Enfim.

Abraços aí para a malta. Já apareciam num encontro dos nossos ;)

Carlos Abrunhosa disse...

Para te ser sincero não sei dar-te resposta porque nunca o joguei, mas irei jogá-lo um dia destes!

Quanto ao repto de vos visitar posso dizer-te que já esteve mais longe...